Perguntas Frequentes (FAQ)

  1. O que é a Mensagem do Graal?
  2. Quem possui a responsabilidade pela publicação da Mensagem do Graal?
  3. O que é o Santo Graal?
  4. Quais são as “Leis da Criação”, mencionadas na Mensagem do Graal?
  5. Qual é o sentido da vida?
  6. Qual é o significado do “Selamento”? Quem são as “Pessoas Seladas”? Quem são os “Portadores da Cruz”?
  7. O que é um Círculo do Graal?
  8. Qual é a ordem dos eventos durante as chamadas Devoções?
  9. Qualquer um pode participar de uma Devoção, mesmo aqueles que não são leitores da Mensagem do Graal?
  10. Quais são os objetivos do Movimento do Graal?
  11. Quem possui responsabilidades dentro do Movimento do Graal?
  12. Ainda existe um segundo Movimento Internacional do Graal?


1. O que é a Mensagem do Graal?

“A Mensagem do Graal” é o subtítulo da obra “Na Luz da Verdade”, uma coletânea de dissertações em três volumes, onde questões filosóficas recebem respostas, e a estrutura da Criação é explicada de forma clara e compreensível. O autor da obra é Abd-ru-shin (Oskar Ernst Bernhardt, 1875 – 1941). Independente da crença e da religião, a Mensagem do Graal se dirige ao individuo em si e oferece a ele o caminho para o reconhecimento de Deus, do mundo e de si mesmo.

2. Quem possui a responsabilidade pela publicação da Mensagem do Graal?

A instituição sem fins lucrativos “Stiftung Gralsbotschaft” (Fundação da Mensagem do Graal) em Stuttgart, Alemanha. Ela foi estabelecida em 1950 por iniciativa de Maria Bernhardt, viúva de Oskar Ernst Bernhardt (Abd-ru-shin), a fim de garantir a divulgação global da Mensagem do Graal.

Em 26 de Dezembro de 1988, Irmingard Bernhardt, como última proprietária dos direitos autorais da Mensagem do Graal “Na Luz da Verdade” de Abd-ru-shin, decretou pessoalmente que mesmo com a expiração dos direitos autorais da Mensagem do Graal, todas as suas edições devem permanecer somente sob os cuidados e responsabilidade da Stiftung Gralsbotschaft.

Fazendo isso, ela confirmou a prévia determinação de Abd-ru-shin de 1931, em que a publicação e distribuição da Mensagem do Graal deve ficar apenas na mão de uma liderança. Esta “Liderança” é a Stiftung Gralsbotschaft.

Essa determinação vem sendo rigorosamente observada dentro no Movimento Internacional do Graal.

Em 1990, a Stiftung Gralsbotschaft se tornou, pelo legado de Irmingard Bernhardt, a titular de todas as publicações de Abd-rus-hin e, portanto, também da Mensagem do Graal “Na Luz da Verdade”.

3. O que é o Santo Graal?

Sua existência é confirmada e explicada por Abd-ru-shin na Mensagem do Graal. A fim de que possamos compreender esta explicação, precisamos nos familiarizar com a ideia de que não é apenas na Terra onde as coisas são formadas, mas também no além, em planos mais altos do que a matéria terrena, planos mais luminosos e finos, também chamados de mais etéreos.

O Santo Graal é um Cálice, que está no plano mais alto da Criação, na fronteira com o Divino, e forma a única ligação entre Deus e a Criação. O Graal é o ponto de transmissão de Força emanada do Divino. Assim como o coração permite que o sangue pulse através do corpo, uma vez por ano a Força Criadora flui do Santo Graal para a Criação, a fim de fortalecê-la com novas forças. Este é o dia do derramamento da força!

Tentando ilustrar numa imagem : O Santo Graal é abastecido por Deus todos os anos com a Força que é “derramada para toda a Criação”.

4. Quais são as “Leis da Criação”, mencionadas na Mensagem do Graal?

A Mensagem do Graal descreve três Leis básicas Primordiais da Criação, que formam a fundação de todos os acontecimentos e movimentos. Elas são:

1) Lei da Reciprocidade
2) Lei da atração da igual espécie
3) Lei da gravidade

5. Qual é o sentido da vida?

Para compreendermos o sentido da vida precisamos conhecer as leis ativas da Criação, pois elas são a expressão da Vontade de Deus.

Aquele que observa cuidadosamente os efeitos das Leis da Criação , escolherá suas decisões de tal forma que em suas futuras consequências surjam apenas coisas benéficas, que reciprocamente também trarão coisas benéficas para ele mesmo.

Neste sentido, podemos nos desenvolver em personalidades conscientemente responsáveis​​, conscientes de nossos deveres perante o Criador e nossos semelhantes e que adapta nosso modo de pensar, falar e agir em conformidade com as Leis. Na medida em que honramos o Criador, não causamos nenhum dano ao nosso vizinho ou com a natureza e mantemos os nossos pensamentos puros, e a bondade pode pouco a pouco se desdobrar em todos os lugares.

Se nós nos esforçarmos seriamente nisso, o sentido da vida se tornará cada vez mais claro para nós: reside em vivenciar conscientemente a Criação e em obedecer suas leis. E é aí que encontramos também a ansiada alegria de viver.

Para uma compreensão mais aprofundada, recomendamos a leitura da dissertação “A Linguagem do Senhor” da Mensagem do Graal, Volume 1, nr. 34

6. Qual é o significado do “Selamento”? Quem são as “Pessoas Seladas”? Quem são os “Portadores da Cruz”?

Com o reconhecimento da Verdade na Mensagem do Graal e se confessando ao Criador, a nova aliança com Deus é concedida através do Selamento, mediante uma solicitação expressa daquele que a deseja. Como sinal visível a pessoa que recebe o Selamento recebe também a Cruz do Graal. Esta decisão pessoal de cada um não acarreta nenhum vínculo com o Movimento do Graal nem às demais pessoas seladas, que no Movimento do Graal são também chamadas de Portadores da Cruz .

7. O que é um Círculo do Graal?

As pessoas que se unem voluntariamente num Círculo do Graal são pessoas que baseiam suas vidas nos ensinamentos do livro “Na Luz da Verdade” — Mensagem do Graal de Abd-ru-shin.

Círculos do Graal existem em muitos lugares em diversos países. Eles são mantidos pelo compromisso, doações e trabalho voluntário. Aos domingos e em dias especiais de Solenidade são realizadas horas em comum de Devoção.

8. Qual é a ordem dos eventos durante as chamadas Devoções?

As Devoções são realizadas com músicas e decoração floral, em salas exclusivas para este propósito, e sempre é lida uma dissertação da Mensagem do Graal seguida por uma oração.

9. Qualquer um pode participar de uma Devoção, mesmo aqueles que não são leitores da Mensagem do Graal?

Sim, certamente. Se você deseja participar de uma Devoção num Círculo do Graal, você será muito bem vindo. Por favor contate :

Movimento Internacional do Graal no Brasil
Rua Muniz de Souza, 191 – Cambuci – São Paulo – SP
CEP : 01534-000
Telefone : (11) 4781-2934
E mail: info@movimentodograal.com.br

10. Quais são os objetivos do Movimento do Graal?

O Movimento teve sua origem nos anos de 1930 e é uma união livre de pessoas com o mesmo propósito, que desejam viver de acordo com os ensinamentos da obra “Na Luz da Verdade — Mensagem do Graal” de Abd-ru-shin. Este Movimento não representa uma comunidade religiosa num senso comum nem uma seita, um clube ou algo similar. A Mensagem do Graal é uma obra incomparável, destinando-se ao indivíduo que procura sinceramente, independente de qual religião ele pertença.

O conceito do Movimento do Graal não reside numa organização legal, mas sim em termos coletivos de um esforço comum em divulgar a Mensagem do Graal e para aplicá-la em todas as áreas da vida.

11. Quem possui responsabilidades dentro do Movimento do Graal?

Os líderes dos Círculos do Graal, dos Movimentos nacionais do Graal e o líder do Movimento Internacional do Graal promovem e coordenam em conjunto as atividades no sentido da Mensagem do Graal, tais como Devoções e Solenidades do Graal, bem como palestras, leituras, noites de diálogo, seminários, eventos para crianças e jovens, exibição de arte, concertos.

12. Ainda existe um segundo Movimento Internacional do Graal?

Não. Existe apenas um único Movimento Internacional do Graal que teve o início de suas atividades na época da atuação de Abd-ru-shin e que está comprometido com os valores da Mensagem do Graal. Depois da Segunda Guerra Mundial ele foi liderado por Maria Bernhardt, viúva de Oskar Ernst Bernhardt (Abd‑ru‑shin).

O Movimento Internacional do Graal não deve ser confundido com a “associação Internationale Gralsbewegung” (Movimento do Graal internacional), que foi fundado há alguns anos pelo atual proprietário da Colônia do Graal em Vomperberg. Através dessa associação foi tentado um processo legal a fim de impedir que o líder do Movimento Internacional do Graal utilizasse este nome.

Este plano falhou em todos os níveis de jurisdição. A Suprema Corte Austríaca de Justiça confirmou o veredito anterior da corte distrital de Innsbruck e da Corte Suprema de Innsbruck. tradução certificada desta decisão da corte com comentários de eurolawyer.at.

O Movimento Internacional do Graal existe há mais de 70 anos e não possui nenhuma ligação com a associação acima mencionada, nem com a chamada “Grailwork” (Trabalho do Graal).